Nuno Borges continua a aproximar-se do top 100; Araújo, Faria e irmãos Rocha também sobem no ranking

O português Nuno Borges voltou a ganhar posições na atualização desta segunda-feira do ranking ATP e está mais próximo do que nunca da estreia no top 100 mundial. João Sousa continua a ser o melhor português e houve quatro jovens lusos que celebraram a chegada a novos máximos de carreira.

O tenista maiato de 25 anos alcançou os quartos de final no Challenger de Liberec e com essa campanha subiu três lugares que esta segunda-feira lhe permitiram alcançar o 103.º posto. Na República Checa, Borges até podia ter assegurado a estreia entre a elite, mas ficou a um triunfo.

Como não está inscrito em nenhum torneio até ao qualifying do US Open, dentro de duas semanas, até poderá dar-se o caso de Nuno Borges celebrar a entrada no top 100 sem competir, dependendo dos resultados de outros jogadores.

À frente dele continua apenas a surgir João Sousa, que manteve o 58.º posto, enquanto mais atrás Gastão Elias subiu um degrau (199.º), Frederico Silva perdeu dois (250.º) e quer João Domingues (299.º, com mais 17 lugares) e Gonçalo Oliveira (385.º) registaram subidas.

O vice-campeão nacional absoluto, Pedro Araújo, ganhou sete lugares (535.º) e ficou mais perto do que nunca da estreia entre os 500 primeiros da hierarquia mundial, mas o grande destaque da semana recaiu no ganho de 268 posições de Jaime Faria, que graças ao título no ITF de 15.000 dólares em Castelo Branco chegou ao 729.º lugar.

De resto, também os irmãos Henrique Rocha (940.º) e Francisco Rocha (1090.º, com uma subida de 132 lugares) celebraram a chegada às melhores classificações de carreira.


Total
2
Shares
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.


Total
2
Share